A Iata (sigla em ingês para Associação Internacional de Transporte Aéreo) pediu aos governos para implementar rapidamente as diretrizes globais da ICAO (Agência de Aviação das Nações Unidas) para restaurar a conectividade aérea.

“Agora, contamos com os governos para implementar as recomendações rapidamente, porque o mundo quer viajar novamente e precisa das companhias aéreas para desempenhar um papel fundamental na recuperação econômica. E devemos fazer isso com harmonização global e reconhecimento mútuo dos esforços para ganhar a confiança de viajantes e trabalhadores do setor”, disse o diretor-geral e CEO da Iata, Alexandre de Juniac.

Divulgação

 

De acordo com as recomendações e orientações das autoridades de saúde pública, essas medidas reduzirão o risco de transmissão do vírus covid-19 durante a viagem.

 


Confira as recomendações:

  • Distanciamento físico na medida do possível e implementação de “medidas adequadas baseadas no risco, onde o distanciamento não é viável, por exemplo, em cabines de aeronaves”;
  • Uso de coberturas faciais e máscaras por passageiros e trabalhadores da aviação;
  • Desinfecção de rotina de todas as áreas com potencial para contato e transmissão humana;
  • Medição de temperatura;
  • Rastreamento de contatos para passageiros e funcionários da aviação: informações de contato atualizadas devem ser solicitadas como parte da autodeclaração de integridade, e a interação entre passageiros e governos deve ser feita diretamente através de portais do governo;
  • Formulários de declaração sanitária de passageiros, incluindo autodeclarações de acordo com as recomendações das autoridades sanitárias relevantes.

 

Fonte: Panrotas